Como fazer o balanço de açougue corretamente

balanço de açougue
O balanço de açougue é um procedimetno vital para a boa saúde financeira do seu negócio. Confira!

A gestão de estoques é essencial nas empresas que comercializam produtos. E com o açougue não é diferente. Seja um açougue independente ou seja o departamento de um supermercado, realizar o balanço de açougue é fundamental para a boa gestão dos estoques e, com essa gestão, é possível prever a demanda do público consumidor para um determinado período.

Comprar a quantidade suficiente de mercadorias é muito importante para o bom funcionamento logístico e de atendimento do açougue, para tanto, um procedimento muito importante da gestão de estoque é o balanço de açougue.

Neste tipo de negócio, o balanço é uma tarefa fundamental, afinal, a compra excessiva de produtos irá gerar perdas e haverá desperdício.

E por consequência, prejuízo. Se for adquirida em quantidade insuficiente, há perda de vendas. Portanto, o balanço de açougue ajuda a fazer previsões assertivas e na medida certa para o seu negócio. Mas como fazer de maneira correta?

Se você tem interesse no assunto e quer saber mais, continue com a leitura deste artigo. Nos tópicos a seguir, veja as principais informações a respeito do tema. 

Importância do balanço de açougue

Há diferentes razões para fazer o balanço de açougue corretamente. Mas primeiro, é preciso entender exatamente o que isso significa. O balanço é feito no estoque e consiste em contar, classificar e identificar todos os produtos armazenados.

Esse trabalho deve ser feito de maneira periódica. No caso de açougues, pode ser feito até mesmo diariamente, o que pode depender da rotatividade do negócio. Esse procedimento também é chamado de inventário de estoque rotativo.

No caso do açougue, portanto, consiste em contar o número de peças que existem, bem como classificar de acordo com o seu corte e identificá-las de maneira apropriada. Desse modo, é possível ter um estabelecimento bem organizado, sem correr o risco de vender um item errado para o cliente.

Mas também é muito mais do que isso: o balanço de açougue ajuda no controle de estoque, dessa maneira, evitando a falta e a sobra de produtos, de modo que eles não possam ser mais comercializados. Para o ramo dos alimentos frescos, esse é um grande problema que pode levar a grandes prejuízos financeiros.

Comprar mais carne do que o necessário provavelmente trará o risco de que ela não seja vendida a tempo e, como esse produto possui uma data de validade, após o vencimento, não pode ser mais comercializado e nem tampouco consumido, incorrendo em prejuízos devido ao desperdício. 

Ao adquirir uma quantidade menor de produto, as chances de perder vendas são grandes. O mesmo acontece quando são adquiridas mercadorias de maneira errônea. Por exemplo, pouca quantidade de uma determinada carne, que possui bastante saída.

Portanto, o balanço de açougue é um grande aliado da adequada gestão de estoque do seu negócio. Mas não depende apenas do inventário, vale a pena ainda fazer uma gestão de fornecedores, de funcionários, clientes e demais aspectos. 

Como fazer o balanço de açougue da maneira correta  

Embora seja possível realizar a gestão de estoque, inclusive, o balanço de açougue na ponta do lápis, trata-se de uma tarefa complexa, sujeita a erros. Por isso, recomenda-se o uso da tecnologia pois, apesar de úteis, as planilhas de Excel também já se tornaram obsoletas.

O melhor é contar com um software de gestão! Atualmente, existem soluções específicas para o ramo de açougue, que facilitam imensamente a realização dos inventários e outros controles. Além disso, reduz os erros, assim, é possível obter informações precisas, completas e atuais.

De qualquer forma, independente do método utilizado, o balanço de açougue é feito seguindo a mesma lógica.

O primeiro passo consiste em registrar todos os que estão em estoque, e uma maneira eficiente de realizar esse trabalho é registrar os produtos logo que são entregues pelos fornecedores.

Portanto, sempre que uma carga chegar, ela já pode ser inventariada. De acordo com a rotatividade das vendas, o balanço pode ser feito com maior ou menor frequência. Em geral, recomenda-se realizá-lo pelo menos uma vez por semana.

Nos softwares, costuma haver a função desmembramento de suínos e bovinos. Ela serve para facilitar o registro da mercadoria que chegou ao estabelecimento, afinal, é muito comum nos açougues que a carne chegue inteira e que os açougueiros executem a separação dos cortes. 

Os açougues costumam adquirir do fornecedor as partes chamadas de dianteira e traseira. Os cortes que fazem parte da seção dianteira, são: 

  • peito; 
  • costela; 
  • acém; 
  • e paleta; 

Já a parte traseira é composta por: 

  • filé mignon;
  • contrafilé;
  • alcatra;
  • picanha; 
  • maminha; 
  • coxão duro; 
  • coxão mole; 

Todos eles devem estar no software, assim, o registro de entrada deve ser feito ainda com os demais produtos, como suínos, aves, embutidos e demais que são comercializados. 

Após a entrada correta da mercadoria, então, o balanço periódico é muito simples de executar, afinal, já se tem a informação de quanta carne o estoque possui, restando, apenas, registrar as vendas dentro de um determinado período. 

Vantagens do uso da tecnologia

É possível ainda informar ao software as perdas previstas, tornando o balanço de açougue mais preciso e assertivo. : 

  • a porcentagem perdida em decorrência do degelo; 
  • relativa à quantidade de osso e de sebo de cada mercadoria. 

Para completar, cada corte de carne recebe um código, que é identificado na hora da venda. Assim, de modo automático o sistema registra as saídas. 

Com essas informações, o balanço é muito mais rápido e eficiente, já que basta identificar quanto de cada peça ainda existe no estoque.

Isso pode ser feito com a ajuda de uma planilha, ou até mesmo de um tablet ou celular que estejam conectados ao sistema. Os dados obtidos podem ser confrontados com o controle de estoque do software, dessa forma, é possível: 

  • identificar possíveis saídas ilegais do estoque;
  • identificar enganos, como cortes de carnes comercializados com o código errado. 

Ao identificar esses problemas é possível corrigi-los e tornar a gestão de estoque cada vez mais assertiva. Além disso, algumas práticas aumentam a qualidade do trabalho.

Leia também: 6 dicas para inovar no açougue.

Para tornar o sistema ainda mais eficiente, siga essas dicas:

  • Padronize os cortes das carnes;
  • Defina códigos específicos para cada tipo de produto;
  • Treine a sua equipe para realizar a gestão de estoque;
  • Quando necessário, faça uma descrição detalhada do produto;
  • Mantenha a periodicidade do balanço de açougue.

Faça uma boa gestão do estoque do seu açougue, realize balanços periódicos e esteja sempre pronto para atender plenamente à demanda dos seus clientes.

Aprimore e atualize seus serviços, dessa maneira, a fidelização da sua cartela de clientes será muito mais simples. Já pensou em oferecer um serviço de delivery, por exemplo? Caso não, considere esta ideia, assim, a experiência de compra dos seus clientes será completa. Boas vendas!

Quer saber como a Datasales pode te ajudar a implementar um delivery no seu açougue?


Cuide bem e prepare seu estoque, pois com as nossas soluções, seus clientes vão comprar com ainda mais facilidade e comodidade. Receba pedidos online pelo Site ou App da sua loja – se você ainda não tem nenhum dos dois, também oferecemos para você! – e aumente as vendas do seu açougue com o DS Commerce. Clique aqui e fale com um de nossos especialistas!

0 Shares:
Deixe um comentário
You May Also Like