Redes sociais para Pet Shop: conheça as melhores!

redes sociais para pet shop
Conheça as redes sociais mais utiizadas por pet shops!

O marketing digital já é uma realidade para todos os negócios que desejam boa competitividade no mercado, e com os pet shops não é diferente. Saber quais são as melhores redes sociais para pet shop é muito importante para que a estratégia seja aplicada da maneira correta e, apesar de haver uma grande variedade de mídias, não é necessário investir em todas elas. 

De acordo com o relatório Digital 2022, em janeiro, o Brasil contava com  171.5 milhões de usuários nas redes sociais. As principais são: 

  • WhatsApp – 165 milhões;
  • Youtube – 138 milhões;
  • Instagram – 119.5 milhões;
  • Facebook – 116 milhões;
  • TikTok – 74.07 milhões;
  • Facebook Messenger – 65.50 milhões;
  • Pinterest – 27.00 milhões;
  • Twitter – 19.05 milhões;

Considerando que o censo de 2022 aponta que o Brasil tem 215 milhões de habitantes, é possível perceber o quão presentes as redes sociais estão na vida dos usuários brasileiros, por isso, não há como ignorar o poder das redes sociais nas estratégias de marketing. 

Para te ajudar a definir quais são as mais compatíveis e oferecer melhor retorno a este tipo de negócio, desenvolvemos este conteúdo. Confira agora mesmo quais são as melhores redes sociais para pet shop e potencialize a presença digital do seu empreendimento no lugar onde os consumidores mais frequentam: a internet. Boa leitura!  

Como escolher as melhores redes sociais para pet shop? 

Definir as redes sociais que serão o foco da estratégia de marketing digital do pet shop não pode ser uma decisão com base em “achismos”, mas sim, fundamentada em alguns passos que mostraremos a seguir. São eles: 

1 – Conheça o seu cliente ideal (ou persona) e seu público-alvo

A escolha das redes sociais não pode ser com base naquelas que você acredita que são melhores, mas sim, baseadas naquelas onde você encontrará as pessoas para as quais deseja vender. 

Para isso, primeiro, é preciso saber quem é o cliente ideal, ou seja, aquele cliente modelo que representa, exatamente, o consumidor que se deseja alcançar. 

A definição de cliente ideal é diferente do termo público-alvo. Enquanto o público-alvo é um conjunto de pessoas que possuem características como idade, gênero, cidade de moradia e perfil de renda em comum, o cliente ideal é mais específico, e se trata de uma representação fictícia daquele cliente que se enquadra nos produtos e serviços que você oferece. 

O cliente ideal possui características específicas, como necessidades, problemas enfrentados, jornada de compra, etc. 

Veja abaixo a diferença entre cliente ideal (ou persona) e público-alvo:

Persona:

Marcela tem 25 anos, mora nas redondezas do pet shop, sua vida é dividida entre trabalho e família, geralmente está muito ocupada, pois divide seu tempo em projetos sociais voltados para o cuidado dos animais. Passa muito tempo nas redes sociais, adora fazer compras para seu pet e procura sempre por profissionais qualificados e recomendados. 

Público-alvo:

homens e mulheres de 20 a 80 anos de idade, renda em torno e R$ 2.000, quase todos trabalham fora, gostam de viajar e preferem um atendimento conveniente.

Quando você tem ciência de quem é o seu cliente ideal, fica fácil saber onde encontrá-lo, assim, você economiza tempo e recursos investindo em mídias e redes sociais que não darão retorno algum.   

É muito importante conseguir mapear as redes sociais que seus clientes e possíveis clientes utilizam, e no caso dos pet shops, as redes mais populares, como Facebook e Instagram, são uma excelente opção, mas veremos isso mais à frente. 

Isso quer dizer que, mesmo que haja diversas opções de redes sociais, é preciso focar naqueles que darão resultados, mesmo porque nem todas as pessoas presentes nestas redes precisam ou desejam contratar seus serviços ou consumir seus produtos. 

Quando o cliente ideal e o público-alvo são mapeados, é possível criar estratégias de marketing e campanhas diretamente direcionados a eles, assim, os resultados e ações serão mais assertivos, afinal, você está se comunicando diretamente com quem tem interesse no que você oferece, assim, o engajamento é muito maior, assim como as possibilidades de vendas. 

Quer saber tudo sobre o cliente ideal? Leia também: 

2 – Para escolher as redes sociais para pet shop: tenha um bom planejamento de conteúdo para seus clientes!

Depois de conhecer seu público-alvo e seu cliente ideal, fica fácil compreender suas necessidades e preferências, bem como em quais redes sociais é possível  encontrá-los. 

O segundo passo é planejar como esta comunicação será desenvolvida para gerar o maior engajamento possível com essas pessoas. 

A maneira mais assertiva de fazer isso é por meio da criação constante de conteúdo, e este conteúdo deve ser relevante e estar alinhado com os interesses do seu negócio e dos seus clientes.

Apesar de não existir uma fórmula mágica que garanta o bom engajamento das suas postagens com seu público, é possível utilizar um método conhecido como Lei de Pareto. 

A Lei de Pareto sugere uma proporção de 80/20, ou seja, 80% das postagens devem ser dedicadas a engajar seu público, e os outros 20% devem ser focados em mostrar seus produtos e serviços, ou seja, nas vendas.

Quando você demonstra ao cliente que não tem interesse apenas em promover produtos, mas também em entretê-lo, informá-lo e interagir com ele, é possível estreitar laços e fidelizar o cliente que já se relaciona com a sua marca, além de ser também uma excelente estratégia para atrair novos clientes. 

Essa técnica não funciona sozinha, assim como os conteúdos, sem planejamento, não irão funcionar conforme esperado. 

Não basta apenas publicar conteúdos sem organização e planejamento, por isso, é importante que seja feito um planejamento para que as publicações sejam feitas com uma frequência organizada e bem estruturada. 

O importante é que as comunicações nas redes sociais sejam consistentes, pois se o cliente entra em seu perfil, e percebe inatividade ou postagens sem qualquer alinhamento, terá a sensação de que sua loja não investe tanto tempo nas redes, e isso fará com que procure um concorrente que ofereça informações constantes, assim, ele terá a mão as informações de que precisa sempre que procurar. 

Preste atenção aos seguintes pontos: 

  1. passar muito tempo sem postar nada, reduz drasticamente seu engajamento; 
  2. faça seu planejamento com, pelo menos, 1 semana de antecedência, assim, mesmo que surgirem imprevistos, suas postagens não ficarão comprometidas; 
  3. faça um cronograma com a frequência dos posts, assim, os algoritmos vão compreender a rotina das suas publicações e entregá-las aos seus seguidores; 
  4. aproveite datas comemorativas e períodos sazonais para desenvolver temas para publicações, pois esse tipo de postagem costuma engajar muito; 
  5. faça posts intercalados com seus produtos e serviços e causas que sua empresa defende, como campanhas de vacinação de animais e campanhas de adoção, por exemplo, além das datas comemorativas e períodos sazonais citados acima; 
  6. faça as postagens voltadas às vendas de maneira sutil, sempre apresentando os benefícios e informações relevantes sobre os produtos e serviços que seu pet shop oferece, sem cometer o erro de publicar apenas conteúdos de vendas, como já dissemos.

É importante que, além de oferecer possibilidades de compra, sua loja possa entreter o cliente com conteúdos divertidos, também. Nesse processo, é importante se colocar no lugar do consumidor e imaginar o que ele gostaria de acessar, afinal, as redes sociais são um instrumento de interação. 

3 – Cuidado ao interagir com com o público nas redes sociais 

É importante ter tato no momento de lidar com o público nas redes sociais. 

É muito importante interagir nos comentários, por exemplo, pois nesse momento, o usuário sente que está recebendo atenção por parte da empresa, e não que está falando sozinho. 

As redes sociais promovem grande interação e diálogo entre marcas e consumidores, mas essa comunicação não pode acontecer somente por parte do consumidor, a empresa precisa também demonstrar que valoriza o tempo que aquele usuário reservou para dar atenção à sua empresa.

Elogios são maravilhosos, mas é preciso aprender a lidar também com as críticas. Problemas, todas as empresas têm, a diferença está naquelas que sabem resolvê-los e aprender com eles, por isso, caso haja comentários negativos ou críticas, nada de apagar ou responder somente no privado. 

É interessante chamar o usuário no privado para compreender o que pode melhorar, mas respondê-lo publicamente mostra também que sua empresa assume suas responsabilidades e que tem a intenção de melhorar a cada dia, e que é capaz de reconhecer seus problemas perante seus consumidores. 

Ao responder prontamente, de maneira educada e solícita, mesmo que seja uma crítica, você demonstra que, além de reconhecer a importância dos consumidores, sua empresa está verdadeiramente comprometida em oferecer a melhor experiência possível aos seus clientes. 

Conheça abaixo as melhores redes sociais para este tipo de negócio. 

Quais são as melhores redes sociais para pet shop? 

Agora que você já sabe o que deve ser observado no momento de escolher a melhor rede social para seu pet shop, vamos à lista de quais são! 

Facebook

Com 116 milhões de usuários no Brasil, o Facebook é, certamente, a rede social preferida de muita gente. 

A rede social permite a publicação de textos, imagens, vídeos, emojis e artes digitais, possibilitando ao seu negócio realizar uma série de postagens com o objetivo de engajar a audiência. 

Além da vasta possibilidade de mídias que a plataforma suporta, o Facebook permite, também, a criação de uma fan page, na qual os consumidores podem acompanhar as comunicações da loja. 

Dentre as vantagens que o Facebook oferece, é possível patrocinar as postagens das aua loja, e isso aumenta, e muito, o alcance das comunicações na rede, ajudando a aumentar o engajamento, as visualizações e a interação das pessoas com a marca, se tornando um grande trunfo para atrair mais clientes para o seu site e blog. 

Algumas ações que podem diferenciar o seu negócio: 

  • criação de eventos na fan page voltados à adoção e vacinação de pets; 
  • stories mostrando o dia a dia com pets que frequentam o estabelecimento; 
  • ações promocionais na fan page, como o oferecimento de cupons de desconto

Essas são apenas algumas sugestões, e o ideal é que as ações na plataforma sejam guiadas de acordo com os objetivos estratégicos da empresa e sempre com muita criatividade.

Instagram

O Instagram conta com 119.5 milhões de usuários no Brasil, e pode ter forte apelo visual, esta rede social é extremamente importante para as estratégias de marketing digital dos pet shops

Além de permitir a exposição dos produtos e novidades da loja, o Instagram conta também com a possibilidade de vendas diretamente na plataforma, por meio de uma loja integrada. Essa opção só é disponível a perfis comerciais.

No caso dos pet shops, é possível aproveitar o forte apelo à imagens da rede social para encantar os clientes com os pets. Algumas ideias são: 

  • postar fotos do antes e depois no serviço de banho e tosa, mostrando aos tutores de pets os cuidados tomados com os animaizinhos em seu departamento, além de evidenciar a qualidade nos cortes; 
  • divulgar nos stories vídeos curtos do momento dos banhos, das tosas e também do dia a dia no pet shop, assim, os tutores podem conhecer aspectos importantes, como a estrutura física do estabelecimento, bem como o tratamento recebido pelos pets que são recebidos; 
  • aproveitar as datas comemorativas que envolvem os animais para fazer postagens temáticas; 
  • utilizar os destaques para mostrar ao público recomendações de clientes; 
  • fazer concursos de pets na rede social, assim, além de garantir o engajamento do público, é possível premiar os tutores que se relacionam com a loja, visando a fidelização. 

WhatsApp Business

Quem é que não usa o famoso WhatsApp? 

Com 165 milhões de usuários no Brasil, é a rede social mais utilizada pelos brasileiros e é excelente para ações de marketing e relacionamento com os clientes. 

Os comércios tem a possibilidade de criar uma conta comercial na plataforma, que, além da possibilidade de criar grupos e listas de transmissão para enviar comunicações aos seus clientes, permite também criar etiquetas para segmentar (ou categorizar) seus clientes, separando-os por grupos como clientes mais frequentes, clientes inativos, novos clientes e etc. 

Confira algumas vantagens de realizar ações de marketing no WhatsApp Business do pet shop

  • permite definir mensagens automáticas e instantâneas personalizadas, poupando  tempo e agilizando as respostas dos clientes; 
  • permite uma comunicação direta com o cliente; 
  • possibilita configurar mensagens de ausência, dessa maneira, quando o cliente entrar em contato em um momento no qual o pet shop estiver fechado, receberá um retorno da mesma maneira, ainda que sejam informando que o contato será retornado mais tarde.

YouTube

Com 138 milhões de usuários no Brasil, o Youtube é muito utilizado por pet shops. Ao criar um canal na plataforma, é possível abordar até mesmo aqueles que ainda não são seus clientes. 

Por se tratar de uma plataforma de vídeo muito acessada, a divulgação do pet shop nesta plataforma certamente dará bons frutos. A diferença do Youtube para as outras redes sociais é que as ações de vendas devem ser feitas de maneiras alternativas, não sendo atrativos vídeos em que apenas se expõe produtos e serviços. 

Para atrair pessoas para o seu canai, é possível fazer tutoriais, ou seja, vídeos ensinando a quem assiste a fazer alguma coisa. 

Materiais educativos costumam ter grande engajamento, e no canal do pet shop é possível ensinar desde cuidados diários com os pets e cuidados pós cirúrgicos, até orientar sobre os riscos da não vacinação, por exemplo.

Conclusão

Como vimos, as redes sociais fazem muito sucesso no Brasil assim como em todo o mundo. As mais acessadas são WhatsApp (165 milhões), Youtube (138 milhões), Instagram (119.5 milhões) e Facebook (116 milhões), e não somente por isso são as mais indicadas para os pet shops, mas também, devido às características de cada uma, que permitem a negócios desse tipo desenvolverem estratégias de marketing alinhadas aos seus produtos e serviço.

Isso não quer dizer que as outras redes sociais não sejam eficazes neste tipo de negócio. É possível utilizar outras, de acordo com o objetivo estratégico do negócio, no entanto, as redes indicadas aqui são as mais utilizadas por gestores nesse nicho.

Neste post você viu as melhores redes sociais para pet shop. Aplique as dicas que viu aqui e construa uma presença digital assertiva e que dê resultados à sua loja.

0 Shares:
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You May Also Like